12 de maio de 2015

Cartas para o meu amor II

eu vou apaixonar-me

eu vou apaixonar-me
para sentir uma pequena fagulha
de felicidade inacreditável

eu vou apaixonar-me
para tomar o pulso
ao coração do universo

e quando essa paixão se esgotar
(porque uma paixão sempre se esgota)

eu vou apaixonar-me
 outra vez
para acender
 de novo
essa fagulha em mim

porque para mim
agora
é inacreditável
que exista tal fogo do amor

então
vou riscando o fósforo da paixão

eu
vou riscando o fósforo da paixão

em vez de dançar
ao ritmo do pulso
do coração do universo.

Cristina, 14 de Abril de 2015

Ao som de "Love me like you do"_Ellie Goulding

Cartas para o meu amor

O meu ideal de ti,
meu querido amor maior
é poder dizer que te amo
com todo o meu coração

(simples assim)

e quando vieres para mim
vem mas vem inteiro
que eu não sei completar-te

assim juntos podemos ser
um universo inteiro
infinito

e quando vieres para mim
vem mas vem liberto
que eu não sei libertar-te

assim juntos podemos ser
dois riachos
com encontro marcado no mar

meu querido amor maior

quando vieres para mim
só te peço
trás amor em teu coração

assim juntos podemos ser
mais que duas estrelas 
brilhando sozinhas

assim juntos podemos ser
um sol inteirinho
iluminando a imensidão
                    
Cristina, 4 de Novembro de 2014

Ao som de "Love is all"_Yanni

1 de maio de 2015

Fértil

Deixa esse terreno selvagem
Deixa esse terreno "colhido-a-monte"
Deixa esse terreno ao abandono
Deixa esse terreno virado p'ró céu

Que lhe chova em cima
Que lhe bata o sol
Que lhe doa o vento
Que lhe estale o chão

Não tenhas preocupação...

Não tenhas preocupação,
Porque lá, tem uma nascente,
De água cristalina, inesgotável.

Deixa...

Deixa a chuva inundar
Deixa o sol estalar
Deixa o vento varrer

Cristina, 5 de Novembro de 2014

"Maio maduro maio
quem te pintou
quem te quebrou o encanto
nunca te amou"
Zeca Afonso